quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Sempre Tem Uma Garota, Parte 3

- Alô?
O chato de ter amigos sem noção é que eles não nos esquecem nem no domingo de manhã.
- Oi, é o Filipe do cursinho?
Levantei com mais velocidade que Usain Bolt conseguiria naquele hora da manhã. Aquela voz era conhecida, meio doce meio aguda, porque nem a pessoa mais linda do mundo tem que ter a voz perfeita de madrugada, ai meu Deus por quê ela me ligaria naquela hora? e mais importante como ela tem meu número.
- Deixa pra lá, acho que liguei errado...
- Não, você ligou certo, quer dizer, eu sou o Filipe do cursinho.
E quando a garota dos meus sonhos resolve me ligar eu ajo como uma menininha insegura, sem ofensa às menininhas inseguras.
- É que o Bruno me passou seu número ontem à noite pelo Facebook e falou que você não foi para o cursinho porque tava doente.
Amigo desgraçado que eu fui arrumar.
- Aí eu queria saber se eu posso ir na sua casa te passar os assuntos de ontem.
- Você sabe onde é minha casa?
- Ele também me passou pelo Face, espero que você não se importe.
Que amigo maravilhoso que eu fui arrumar.
- Tá, então pode vim.
- Tá, mais tarde apareço aí.
Ela desligou.
Fiquei deitado na minha cama com o sorriso mais idiota e grande possível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário